Serra do Mangaval: DNIT estuda implantação de radares no ‘trecho da morte’ em Cáceres


 

Serra do Mangaval: DNIT estuda implantação de radares no ‘trecho da morte’ em Cáceres

 

Visando reduzir o número de acidentes na região da Serra do Mangaval, em Cáceres, seis radares eletrônicos serão instalados no decorrer da via, que está sendo considerada uma das mais perigosas no Estado. No último dia 6, um acidente com 11 veículos deixou quatro mortos e 16 feridos. 

A via que se inicia a 36 km de Cáceres e possui três quilômetros de extensão ganhará o recurso devido o alto índice de acidentes registrado ao logo dos anos.

De acordo com o superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT-MT), Luiz Antônio Ehret Garcia, o processo de implantação dos radares começa agora com um estudo visando quais pontos da serra vão receber os redutores. “A intenção não é multar, e sim cobrir o excesso de velocidade de forma segura”, disse. 

Além do acidente envolvendo 11 veículos no domingo (06), no último sábado (12), o motorista de uma carreta invadiu a pista contrária e tombou o veículo. 

Foi no mesmo local que no dia 15 do mês passado o ônibus que transportava a banda da dupla sertaneja Marcos e Belutti tombou na pista e tirou a vida do baixista Rafael Sales, 31, que morreu no local. 

Esse post foi publicado em Cáceres, Mato Grosso e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário ...... opine sobre o que você acabou de ver

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s