Garota de 14 anos é encontrada morta neste nesta quinta-feira, saiu de casa para ir a festa


Corpo de adolescente foi encontrado por caminhoneiro na beira da estrada (Foto: Moisés de Souza/ Paranatinga News)

Quase uma semana depois de ter saído de casa para ir a uma festa e não voltar mais, uma adolescente de 14 anos foi encontrada morta neste nesta quinta-feira (19), feriado de Corpus Christi, em Paranatinga, a 411 km de Cuiabá. Ela estava desaparecida desde o último sábado (14) quando saiu de casa sozinha para ir a uma festa junina da igreja católica da cidade, segundo o delegado Wilson Cibulskie, da Polícia Civil, que investigava o sumiço da garota e agora passou a apurar o suposto assassinato dela.

O corpo da vítima foi encontrado por um caminhoneiro que seguia pela estrada vicinal de acesso a uma fazenda da região, nas proximidades da MT-130. Após ver o corpo às margens da estrada, o caminhoneiro ligou para a delegacia de polícia. A estudante estava sem documento de identificação e o corpo já estava em estado de decomposição. Porém, o irmão dela que acompanhava os peritos informou que o corpo era de fato da irmã que estava desaparecida.

Por volta de 21h do último sábado, a adolescente saiu da casa onde morava com a irmã e seguiu sozinha para a Escola Estadual Apolônio Bouret de Melo, onde foi realizada a festa junina. Ela iria se encontrar com uma amiga no local. No entanto, ela não chegou ao destino e o caso ainda está envolto em mistério.

“Ainda não há suspeita do que teria acontecido e de quem teria cometido o crime”, disse o delegado. O único vestígio encontrado no local onde o corpo foi encontrado foram as marcas de pneu um veículo, possivelmente de uma caminhonete conduzida pelo autor do crime, de acordo com Cibulskie. A adolescente não tinha inimigos e, conforme as informações repassadas pela família, não havia recebido nenhuma ameaça antes do crime.

Não havia sinais visíveis de que a vítima havia sido vítima de violência sexual antes de ser morta. “Ela estava com um roupa, bermuda, blusa e soutien. Pelo menos no local onde o corpo foi encontrado não havia sinais de abuso”, pontuou o delegado. Contudo, a vítima pode ter sido abusada sexualmente em outro local antes de ser morta. A hipótese pode ser confirmada ou não pelo exame de necropsia.

Esse post foi publicado em Mato Grosso e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário ...... opine sobre o que você acabou de ver

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s