Mirassol D’Oeste com Elias Leal sofre retrocesso na educação


Exibindo Faipe.jpg

 

O Prefeito de Cáceres, Francis Maris Cruz, recebeu em seu gabinete no inicio deste mês (01.04), o diretor-presidente da Faculdade do Ipê de Cuiabá (Faipe), professor doutor Marcus Vinicius Crepaldi, que se fez acompanhar de outros diretores daquela faculdade de Ensino Superior, apresentando ao prefeito o interesse de oferecer cursos de graduação, a partir de 2015, e pós-graduação, ainda este ano, em Cáceres.

Exatamente um ano atrás (30.04.2013), em uma reunião provocada pelo suplente de vereador, Nilomar Cunha (PRÓS), a direção dessa faculdade conheceu as dependências do Centro Municipal Educacional de Mirassol D’Oeste, localizado no bairro Jardim São Paulo, os quais gostaram das estruturas físicas, anunciando que, em uma semana, todas as providências em relação as documentações, seriam tomadas para a instalação daquele campus da universidade na cidade.

Na época, ficou previamente decidido que a faculdade iniciaria com curso de pós-graduação, capacitação e aperfeiçoamento, até obter autorização do Ministério da Educação e Cultura (MEC), para cursos de graduação a ser definido nas próximas reuniões com a participação da comunidade escolar.

Com a presença do prefeito Elias Leal (PSD), de vereadores, do Coordenador da Faipe, Evandro Luiz Echeverria e, também do vice-diretor, Marcos Crepaldi, na reunião ficou acordado que o município disponibilizaria salas necessárias para ministração de aulas no período noturno.

Sabemos que uma universidade, ainda que particular, além do retorno econômico, traria inevitavelmente retorno social através da concessão de bolsas fornecidas pelas empresas e programas governamentais, como por exemplo, o Fies e Prouni. Mirassol só ganharia sendo sede de uma universidade privada!

Infelizmente o feito não foi à frente em face de “melindres”, por parte do Prefeito Elias Leal, que não deu segmento a essa importante chance para o município, deixando assim a implantação de cursos superiores, além de qualificar alunos, gerando mais empregos e rendas para Mirassol, já que também atrairia estudantes de outras cidades da região.

Hoje, passado um ano de gestão, a cidade não possui nenhuma faculdade publica e/ou particular, além de estar à sorte do abandono, podendo esse Prefeito ser considerado o pior em matéria de governabilidade, desde Lei nº 3.698, de 14.05.76, que criou o Municipio de Mirassol D’Oeste; que na guerra politica, lamentavelmente um bom projeto não pode alavancar, porque “outros” estariam em evidência, sendo a população de Mirassol a maior prejudicada. “Essa mentalidade medíocre deveria ser observada e banida no nosso meio, nas próximas eleições”, conclui o ex-vereador.

Esse post foi publicado em Mato Grosso, Mirassol, Mirassol D' Oeste e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário ...... opine sobre o que você acabou de ver

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s