MST libera rodovia federal em Cáceres após 4 horas de protesto


MST libera rodovia federal em Cáceres após 4 horas de protesto

Um grupo de integrantes ligado ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) que fazia um bloqueio desde a manhã desta segunda-feira (17) na BR-070, na entrada da cidade de Cáceres, liberou o trânsito no local por volta das 16h.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), cerca de 150 pessoas interditaram a rodovia com pedaços de madeira e pneus, sem previsão de liberação da via. Os veículos que precisavam passar pelo local foram desviados por uma fazenda no km 718. Apenas carros oficiais e ambulâncias foram autorizados a passar.

Conforme a PRF, o grupo reivindica reforma agrária em assentamentos da região, além da liberação de crédito, investimento, melhorias nas estradas e instalação de rede elétrica e fornecimento de água em oito assentamentos. A assessoria do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), informou que o órgão deverá se reunir essa semana com os manifestantes para discutir a situação e reivindicações em Cuiabá.

Segundo o coordenador do MST, José Vieira, o processo dos assentamentos dos acampados na região de Cáceres já pendura por cinco anos e ainda não houve resultado por parte do Incra. Além do bloqueio na BR-070, cerca de 130 trabalhadores ocuparam a sede do Incra em Cuiabá.

Entre a pauta reivindicações está a liberação de crédito para as famílias e a revisão das pessoas que foram instaladas no Assentamento Sílvio Rodrigues, localizado no km 073 da BR-174, entre os municípios de Glória D´Oeste e Mirassol D´Oeste.

Também é cobrada a construção e recuperação de pontes e estradas que atingem os seguintes assentamentos: Florestan Fernandes, Roseli Nunes, Margarida Alves, Antônio Conselheiro, Cecília Nunes, Chico Mendes, Che Guevara e Nova Conquista.

Também são reivindicadas a construção de um reservatório de água e poço artesiano em dois dos assentamentos citados.

 

Esse post foi publicado em Cáceres, Mato Grosso e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário ...... opine sobre o que você acabou de ver

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s