Segurança amplia sistema em Mato Grosso


A secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso, em parceria com os governos federal, estadual e municipal, vem investindo no sistema de videomonitoramento urbano como uma estratégia de prevenção à criminalidade. Atualmente, Cuiabá e Várzea Grande são monitoradas nas 24 horas do dia por meio de 72 câmeras espalhadas em pontos estratégicos das duas cidades e, hoje, o sistema está se pulverizando pelo interior do Estado, como nos municípios de Cáceres, Lucas do Rio Verde, Juara, Mirassol D’Oeste, Comodoro e Tangará da Serra que, no total, contam com 60 câmeras instaladas nas cidades.

Até o final de 2013, mais 57 câmeras serão instaladas nos municípios de Barão de Melgaço, Barra do Bugres, Poconé, Pontes e Lacerda e Vila Bela da Santíssima Trindade, num investimento de R$ 2,5 milhões por meio de convênio entre a Secretaria de Segurança Pública e a Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras (Enafron).

As câmeras são instaladas em pontos estratégicos das cidades definidos pelos comandantes da polícia local. As imagens são monitoradas nos Centros Integrados de Segurança Pública ou nos quartéis da Polícia Militar. “Nos municípios em que o sistema já está funcionando, temos a redução de 80% dos índices de criminalidade nas proximidades dos locais onde as câmeras estão instaladas”, destacou o secretário executivo do Gabinete de Gestão Integrada Estadual, tenente-coronel BM Átila Wanderley da Silva, lembrando que em alguns pontos já inexistem práticas de crimes.

O secretário executivo acredita que o sistema de videomonitoramento irá subsidiar as ações de segurança pública dos municípios, “melhorando a qualidade do atendimento e proporcionando o emprego de tecnologia no combate à criminalidade”, falou.

O videomonitoramento aliado ao serviço de Inteligência policial já está presente no município de Cáceres, com o Centro de Comando Integrado de Inteligência (C3i), que funciona com os números de emergência (190, 193 e 197) e com as atividades de Inteligência policial e estratégica. O C3i será implantado em mais 12 cidades polos do Estado, entre elas Rondonópolis, Tangará da Serra, Barra do Garças e Sinop.

Para ampliar esse trabalho preventivo, a Secretaria de Segurança tem incentivado os municípios para implantação do sistema e aumento da capacidade do monitoramento dos municípios que já possuem as câmeras instaladas, com investimentos locais. “A Secretaria se dispõe a elaborar o projeto de localização das câmeras e monitorar o sistema após a instalação”, disse o secretário executivo do GGI Estadual.

O secretário de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso, Alexandre Bustamante dos Santos, ressalta ainda que, o objetivo da Sesp é que todos os municípios da linha e faixa de fronteira contem com o sistema de videomonitoramento. “A redução dos crimes nos municípios de fronteira impacta positivamente na diminuição da prática de crimes típicos da fronteira nas demais cidades do Estado e, até mesmo, em outros estados”, completou Bustamante.

Deixe um comentário ...... opine sobre o que você acabou de ver

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s