Prefeito promove ações para reverter o caos na saúde pública de Mirassol D´Oeste


 

Com um “pacote” de problemas herdado da gestão anterior, o prefeito de Mirassol D´Oeste, Elias Leal (PSD), tem demonstrando seu compromisso com a população que lhe concedeu nas urnas dia 7 de outubro do ano passado expressiva votação.

Com sua recém equipe de trabalho formada por secretários, diretores e demais funcionários em quase todos os escalões, arregaçou as mangas e está trabalhando, com extremo sacrifício e com limitações, buscando uma solução plausível, imediata para esse estado de caos que se encontra o município em alguns setores, principalmente de saúde.

Nesses primeiros 14 dias de administração, o prefeito Elias Leal já promoveu algumas ações no sentido de melhorar o atendimento na rede pública de saúde. Dentre elas, com aval da Câmara de Vereadores, a prefeitura desta cidade contratará um médico para atender no Centro de Saúde e pelo menos uma vez por semana nas unidades de saúde das comunidades rurais. Antes, esse atendimento acontecia uma vez no mês.

Além do Centro de Saúde, foi regularizado também o atendimento médico nos PSFs do Jardim São Paulo, Parque Morumbi e Multirão. Em relação ao Pronto-Atendimento (PA), realizado pelo Hospital Martedei, contratado pela gestão anterior até o dia 14 de fevereiro deste ano, o prefeito Elias Leal disse ter recebido várias reclamações de usuários sobre a falta de médico no plantão e de má atendimento, mas que ainda essa semana irá se reunir com a direção do HM para exigir o cumprimento na íntegra do contrato.

Uma outra ação a ser executada pela atual administração na área da saúde pública será uma campanha de combate a dengue que será desenvolvida dentro dos próximos dias, com o objetivo de conter focos do mosquito aedes aegypti, tendo em vista o aumento do número de notificações de casos da doença. A campanha “Cidade Limpa” sob a coordenação da secretária de Saúde, envolverá também outras secretárias, órgãos e entidades.

Os problemas encontrados na área de saúde vão muito mais além, conforme o prefeito Elias Leal e a titular desta Pasta, a enfermeira Sandra Horn. Em menos de duas semanas, eles puderam constatar o sucateamento de quase toda a frota de ambulâncias, estruturas físicas das unidades de saúde em péssimas condições de oferecer comodidade aos servidores e usuários, a perda de mais de R$ 30 mil reais de medicamentos por vencimento de prazo de validade e outros que vencerão nos próximos dias.

Elegendo a saúde como das principais prioridades de sua administração, o prefeito de Mirassol acredita que mesmo diante dos graves problemas encontrados até agora neste setor, dentro de no máximo 90 dias irá solucionar com a maioria deles “para realmente proporcionar uma saúde digna aos mirassolenses”.

Créditos: Antônio Carlos Luz

 

Fonte: AG Mais

Esse post foi publicado em Mirassol, Mirassol D' Oeste e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário ...... opine sobre o que você acabou de ver

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s