Hoje: Nova Ubiratã comemora 17 anos de emancipação


Nova Ubiratã, distante 506 quilômetros de Cuiabá, completa nesta quarta-feira (19/12) 17 anos de emancipação política e administrativa. O município foi criado em 19 de dezembro de 1995, através da Lei Estadual 6.691, desmembrado de Vera e Sorriso.
Sua Área é de 1.277,065 quilômetros quadrados, representando 1.4053% do território de Mato Grosso e 0.1494% de toda área brasileira. Além da sede, o município é constituído pelos distritos de Entre Rios, Novo Mato Grosso, Parque Água Limpa, Piratininga, Santa Terezinha do Rio Ferro e Santo Antônio do Rio Bonito.
Faz limite com Sorriso, Vera, Santa Rita do Trivelato, Rosário Oeste, Paranatinga e Feliz Natal. O município é banhado pelos rios Von Den Steinen e Ronuro e cortado pela rodovia BR-242, além de 4,2 mil quilômetros de estradas vicinais.
A localidade foi fundada por Manoel Pinheiro, proprietário da empresa Comércio de Imóveis Pinheiro Ltda (Comipil) e que colonizou parte da área da antiga Fazenda Ubiratã, que empresta o nome à Nova Ubiratã. O termo ‘Nova’  foi acrescentado para diferenciar da cidade paranaense de Ubiratã.
A dependência genealógica é de Cuiabá, que deu origem ao município de Chapada dos Guimarães, de onde foi desmembrado Sinop, que originou o município de Vera, que deu origem a Nova Ubiratã.
POPULAÇÃO
Entre 2000 e 2012 o tamanho da população de Nova Ubiratã mais do que dobrou. É o que mostra o Censo Demográfico 2010 do IBGE. O número de habitantes cresceu 63,04%, de 5.654 em 2000, passando por 7.782 para 9.218 em 2010. Conforme estimativa do instituto, em 2012 Nova Ubiratã tem 9.757 habitantes.
A densidade demográfica do município é de 0,73 habitantes por quilômetro quadrado. A maioria – 5.930 pessoas (64,3%) – reside na cidade e 3.288 (35,7%) na zona rural. Em 2010, Nova Ubiratã tinha 2.748 domicílios particulares cadastrados, com média de 3,19 moradores por residência.
O levantamento de 2010 revela ainda que 4.270 habitantes são brancos, 4.087 pardos, 705 pretos (ou negros), 80 amarelos e 76 indígenas. O total de homens continua sendo maior no município. São 5.132 homens contra 4.086 mulheres.
Com relação às opções religiosas da população residente, 6.079 pessoas são da Igreja Católica Apostólica Romana e 1.837 frequentam igrejas evangélicas. Os demais se identificam como espíritas ou não possuem religião.
ECONOMIA
O Produto Interno Bruto (PIB) per capita de Nova Ubiratã era de 52,6 mil em 2009. Com relação às finanças públicas, o orçamento anual do município foi de R$ 22,87 milhões. Para 2013, a Lei Orçamentário Anual (LOA) prevê de R$ 26 milhões.
Os setores que impulsionam a economia local são extrativismo vegetal, agricultura e pecuária. Nova Ubiratã possui cerca de 400 empresas registradas. Deste total, cerca de 120 são micro e pequenas e 163 são empreendedores individuais.
O município também detém o 28º maior Produto Interno Bruto (PIB) do setor agropecuário brasileiro, conforme levantamento divulgado em 2011 pelo IBGE.
Nova Ubiratã é o sexto maior produtor de soja, segundo dados de 2011 apresentados pela Pesquisa Produção Agrícola e Municipal (PAM) do IBGE. Foram plantados naquele ano 267,1 mil hectares da oleaginosa, com produção de 913,5 mil toneladas e participação 1,2% no total do valor da produção nacional.
Em relação a 2010, o município apresentou crescimento de 16,2% na produção. O rendimento médio de soja por hectare foi de 3,4 mil quilos. O valor de produção registrado por Nova Ubiratã em 2010 foi de RS 314,4 milhões. A participação nacional é de 1,1% no total da produção do grão.
“Só temos que comemorar esse excelente desempenho de Nova Ubiratã”, enaltece o prefeito Osmar Rossetto (Chiquinho). “Nestes oito anos de gestão, a administração municipal não poupou investimentos em infraestrutura para garantir boas estradas e pontes para garantir o escoamento seguro dos grãos da lavoura para os armazéns ou para os mercados consumidores nacionais e internacionais”, ressalta.
Segundo o IBGE, Nova Ubiratã também aparece como 15º maior produtor nacional de milho. O município também planta na região do distrito de Água Limpas 16 mil hectares de algodão, com produção média anual de 66,3 toneladas.
No setor pecuário, Nova Ubiratã detém um rebanho de 80 mil cabeças. O secretário municipal de Agricultura Paulo Maier definiu como prioridade o fortalecimento da bacia leiteira. O resultado foi surpreendente. A produção de leite disparou de 54 mil litros em fevereiro de 2011 para 82 mil. Em janeiro de 2012 a produção já superou os 200 mil litros.
Soja, arroz, milho, feijão, abacaxi, café, leite e madeira. Estes são os principais produtos de Nova Ubiratã, conforme a Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM). Mas o município também produz 15 mil quilos de mel. O rebanho suíno é composto por sete mil porcos e o de ovinos é de 2,3 mil cabeças.
INVESTIMENTOS
“Por meio das secretarias de Agricultura e de Obras, a administração municipal está oferecendo ao produtor rural de Nova Ubiratã acesso a novas tecnologias agrícolas e estradas eficientes, o que permite tranquilidade para produzir e escoar a produção”, destaca o prefeito Chiquinho, que assumiu a administração municipal em 2005 e completa no dia 31 de dezembro de 2012 o seu segundo mandato.
Segundo o prefeito, Nova Ubiratã é um município que apresenta qualidade de vida possui potencial para bons negócios. “Aqui é a nova fronteira econômica e onde ainda há oportunidade para investimentos atrativos, um local de fácil acesso à Cuiabá, Sorriso e Sinop”.
Osmar Rossetto considera fundamental a pavimentação da rodovia BR-242 – iniciada em 2011e que está praticamente concluída em Nova Ubiratã . “Nova Ubiratã passa a ter acesso para a região do Araguaia, BR-158 e Goiás seguindo pela BR-242, que está com as obras de pavimentação em direção ao à região do Araguaia em andamento, o que facilitará o escoamento da nossa produção e dos municípios da BR-163, como Sorriso e Sinop”, pontua.
O prefeito lembra ainda que, apesar da grande extensão territorial e do alto número de comunidades rurais, a prefeitura está conseguindo investir o recurso público de forma democrática em todo o município.
“Apesar da demanda crescente, a administração municipal está conseguindo levar educação, saúde, obras e estradas de qualidade a todos os assentamentos e distritos de Nova Ubiratã”, completa Chiquinho.

Deixe um comentário ...... opine sobre o que você acabou de ver

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s