2013 começa a efetivação do fosfato em Mirassol D’Oeste


Um projeto de exploração de minérios na cidade de Aripuanã foi apresentado, nesta quarta-feira (05), ao governador Silval Barbosa por um grupo de diretores da Votorantim Metais. Trata-se de um investimento de R$ 400 milhões para construção da segunda maior mina de zinco do Brasil.

O diretor de exploração mineral da Votorantim, Jones Belther, explica que a mina deverá produzir 55 mil toneladas de zinco, 20 mil toneladas de chumbo e seis mil toneladas de cobre. “Concluiremos o estudo de pré-viabilidade no primeiro trimestre de 2013. O estudo de viabilidade terminará em 2014. Feito isso, inicia-se a construção do projeto, que deve ser concluído no início de 2016, pois são 18 meses de construção”, explica o diretor.

Para o secretário de Estado de Indústria, Comércio, Minas e Energia, Pedro Nadaf, investimentos como esse representam mais emprego, renda, melhorias em logística e infraestrutura, principalmente para a região noroeste do estado, que concentra a maior região mineralizada de Mato Grosso, segundo Nadaf.

“É o momento mineral do Estado, temos vários projetos sendo implantados. Ano que vem já começa a efetivação do fosfato em Mirassol D’Oeste, que vai ser uma redenção para a produção agrícola de Mato Grosso. Temos zinco e cobre em outras regiões, além do crescimento do ouro. Somos hoje o quarto estado brasileiro em requerimento de exploração mineral, mas já chegamos a ser o 11º há oito anos”, comemora o secretário. (Caroline Lanhi/Secom-MT)

Deixe um comentário ...... opine sobre o que você acabou de ver

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s