Mato Grosso gasta quatro vezes mais com presos do que com alunos


O gasto médio anual com um aluno da rede estadual de educação em 2011 foi quase quatro vezes menor do que o de um detento do sistema prisional. Enquanto o Estado gastou R$ 2.632 com cada aluno, o investimento médio em cada presidiário foi de R$ 9.652,20 durante o ano de 2011.A falta de investimento no setor, o alto índice de abandono e o baixo desempenho escolar, principalmente do Ensino Médio, foram alguns dos pontos negativos no setor de educação da rede estadual que levaram o Tribunal de Contas do Estado (TCE) a reprovar as contas da Secretaria de Estado de Educação.

De acordo com o Relatório Técnico Preliminar de Auditoria do TCE, o governo de Mato Grosso investiu o ano passado no setor de educação apenas 2,25% do Produto Interno Bruto (PIB), menos da metade da meta do movimento Todos pela Educação, que é 5%.

O índice de reprovação do Ensino Médio nos últimos três anos cresceu 209%. Em 2008, o número de reprovação foi de 6.830 alunos, uma taxa de 5,3% do total de alunos matriculados no Ensino Médio. Em 2011, esse índice passou para 21.080 alunos, um total de 18,2%. A taxa de abandono também cresceu nos três anos, registrando 4,3%.

O TCE aponta que o Ensino Médio não é prioridade no Estado, pois apesar de registrar os piores indicadores nos últimos anos, sofreu redução no orçamento, que caiu 81,4% em 2011, sofrendo um corte de R$ 14,35 milhões.

A taxa de analfabetismo também foi apontada como problema. Segundo o relatório do TCE, a erradicação do analfabetismo na faixa-etária acima de 15 anos evoluiu de forma lenta, pois caiu apenas 3,9 pontos percentuais nos últimos 11 anos, já que em 2000 era de 12,4% e em 2011 foi registrado 8,5%.

Em Mato Grosso 191.616 pessoas com mais de 15 anos não sabem ler nem escrever. Em relação ao analfabetismo entre a população com mais de 60 anos de idade, o índice sobe para 32,3%.

No ano passado 443.813 alunos estavam matriculados na rede estadual de ensino. Segundo o TCE, a avaliação dos indicadores demonstrou que o estado não cumpriu o que foi definido no Plano Plurianual (PPA) 2008-2011, por isso fez algumas recomendações.

Entre elas o aumento do investimento na educação, passando a investir 5% do PIB e ampliar os investimentos no Ensino Médio.

Esse post foi publicado em Mato Grosso e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário ...... opine sobre o que você acabou de ver

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s