Comarca de Mirassol D´Oeste adere à campanha Laço Branco


A Campanha do Laço Branco, em que

homens se manifestam contrariamente à violência contra mulher, cujo lema é Jamais cometer um ato violento contra as mulheres e não fechar os olhos frente a essa violência, foi lançada em Mirassol D’Oeste (300km de Cuiabá) pelo magistrado Anderson Candiotto, que também aderiu à campanha. No município serão realizadas nesta quinta-feira (6 de dezembro), Dia Internacional de Luta dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres, quatro blitz educativas, sendo duas no Centro (9h às 10h e 16h às 17h) e duas no Bairro Jardim São Paulo (10h às 11h e 17h às 18h).

Será realizada, ainda, às 19h30, audiência pública pelo magistrado na Câmara Municipal de Mirassol D’Oeste, sendo que serão distribuídos mais de 1.500 panfletos educativos (Confira inteiro o teor Aqui), fornecidos por gráficas do município que aderiram à campanha, e, ainda, centenas de laços brancos cordialmente fornecidos pelo Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, por meio de sua presidente, Rosana dos Santos Leite.

Além da programação do dia 6 de dezembro, a fim de difundir a campanha, o magistrado Anderson Candiotto convidou representante da Polícia Judiciária Civil dos municípios de Mirassol D’Oeste, Rio Branco, Glória D’Oeste e Porto Esperidião, o comandante do 17º Batalhão de Polícia Militar – CR VI, representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas, Loja Maçônica União e Liberdade, Correios, além de advogados militantes na comarca, servidores do Fórum de Mirassol D’Oeste-MT e agentes da infância para comparecerem ao átrio do Fórum às 15h de ontem (5 de dezembro). Na presença de mais de 30 pessoas ele fez esclarecimentos sobre a campanha, convidando os participantes a aderi-la, tendo manifestação positiva por parte de todos, que se comprometeram a divulgar a cultura da não violência contra a mulher para os membros das respectivas entidades e órgãos.

Segundo o magistrado, trata-se de uma campanha de grande importância, que fomenta a luta pelo fim da violência contra mulheres, que também é tema do Projeto Flor de Lótus, desenvolvido na comarca. “Quando os próprios homens manifestam-se contrariamente a este tipo de violência, essa luta torna-se mais eficaz, já que é da natureza masculina buscar aprovação de outros homens para se autoafirmarem”.

Esse post foi publicado em Mirassol, Mirassol D' Oeste e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário ...... opine sobre o que você acabou de ver

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s