Câmeras instalas nas cidades de Mato grosso mostram resultados


cameras em mirassol
A Central de Videomonitoramento Urbano implantada há dois meses, no munícipio de Lucas do Rio de Verde, apresentou resultados positivos na segurança pública da cidade. Foram instaladas 16 câmeras, sendo oito adquiridas por meio de convênio entre o Ministério da Justiça (MJ) e o Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M), no valor de R$ 420 mil.
Segundo o comandante do 13º Batalhão da Polícia Militar, major PM Marcos Vieira Cunha, o videomonitoramento trouxe benefícios à sociedade. “Através das câmeras fizemos diversas prisões e conseguimos diminuir os crimes contra o patrimônio público, furtos e tráfico de drogas. O videomonitoramento ajuda inibir essas ações auxiliando o trabalho preventivo e repressivo da polícia”.
Para o prefeito Marino José Franz, a Central de Videomonitoramento Urbano superou a expectativa da população. “A população está satisfeita com os resultados alcançados pelo. As câmeras colaboraram para aumentar a sensação de segurança da sociedade de Lucas do Rio Verde. Elas são uma ferramenta moderna que previne, inibe e auxilia na investigação”.
O secretário executivo do GGI Municipal de Lucas do Rio Verde, Edu Laudi Pascoski, explicou como foi o processo de aquisição das câmeras. “Com o apoio do GGI Estadual elaboramos o projeto de Videomonitoramento Urbano e encaminhamos para o Ministério da Justiça em seguida conseguimos o convênio para implantação das câmeras”.
Segundo o coordenador estadual do Gabinete de Gestão Integrada (GGI), major PM Wankley Correa Rodrigues, foram investidos mais de R$ 2 milhões para implantação da tecnologia.
Além de Lucas do Rio Verde, os municípios de Pontes e Lacerda, Comodoro Juara, Campo Novo, Tangará da Serra, Cáceres e Mirassol D’Oeste receberam investimentos do Governo Federal para a implantação da Central de Videomonitoramento.
As câmeras foram adquiridas por meio de convênio entre o Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M) e a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). “Os municípios contemplados conseguiram o sistema através de projetos elaborados pelos GGI- M de cada cidade. Atualmente Mato Grosso possui 25 Gabinetes de Gestão Integrada Municipal”.
Para operar os equipamentos de videomonitoramento, os municípios contarão com a parceria da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Judiciaria Civil e Guardas Municipais. Nos municípios que não houver guarnição municipal, os agentes de trânsito poderão desempenhar a função. As câmeras serão implantadas em posições estratégicas para melhor auxiliar a segurança pública.
“As tecnologias de videomonitoramento já estão sendo usadas nas grandes cidades do país, e em Mato Grosso não podia ser diferente. A previsão com essas implantações é melhorar e auxiliar os trabalhos da Segurança Pública nas questões de trânsito, pequenos furtos, e até mesmo monitorando para evitar assalto a bancos na modalidade Novo Cangaço”, disse o coordenador estadual do GGI, major PM Wankley Rodrigues.
Esse post foi publicado em Mirassol, Mirassol D' Oeste e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário ...... opine sobre o que você acabou de ver

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s