Incríveis histórias de pescadores


Curtis Welch, de 13 anos, pescou um peixe-gato do mesmo tamanho do que ele. (Foto: Reprodução/Daily Mail)Curtis Welch, de 13 anos, pescou um peixe-gato do mesmo tamanho do que ele. (Foto: Reprodução/Daily Mail)

Em março de 2011, o norte-americano Jason Kresse disse que um tubarão de 2,4 metros e 170 quilos saltou dentro de seu barco enquanto ele e dois colegas estavam pescando no Golfo do México. Ele contou que eles não conseguiram chegar perto do predador para jogá-lo de volta ao mar. O tubarão acabou danificando o barco antes de morrer horas depois. (Foto: Jason Kresse/AP)Em março de 2011, o norte-americano Jason Kresse disse que um tubarão de 2,4 metros e 170 quilos saltou dentro de seu barco enquanto ele e dois colegas estavam pescando no Golfo do México. Ele contou que eles não conseguiram chegar perto do predador para jogá-lo de volta ao mar. O tubarão acabou danificando o barco antes de morrer horas depois. (Foto: Jason Kresse/AP)
Em 2011, o norte-americano Dave Falkenburg disse ter capturado um veado durante uma pescaria em Michigan, nos EUA. Falkenburg e seu filho Justin, de 13 anos, estavam em um barco na costa de Saginaw, quando flagraram o animal na água. (Foto: Reprodução)Em 2011, o norte-americano Dave Falkenburg disse ter capturado um veado durante uma pescaria em Michigan, nos EUA. Falkenburg e seu filho Justin, de 13 anos, estavam em um barco na costa de Saginaw, quando flagraram o animal na água. (Foto: Reprodução)
Em outubro de 2011, um grupo de pescadores de Córdoba, na Argentina, pescou o que seria uma traíra de três olhos em um lago próximo à usina nuclear de Embalse, segundo mostrou o site latino-americano Infobae. (Foto: Reprodução)Em outubro de 2011, um grupo de pescadores de Córdoba, na Argentina, pescou o que seria uma traíra de três olhos em um lago próximo à usina nuclear de Embalse, segundo mostrou o site latino-americano Infobae. (Foto: Reprodução)
Em 2010, um peixe remo de 3,65 metros foi encontrado em Lysekil, na Suécia. Essa espécie vive em águas profundas e raramente vem à superfície. Foi a primeira vez em mais de 130 anos, desde 1879, que um peixe remo foi achado em águas suecas.  (Foto: AP)Em 2010, um peixe remo de 3,65 metros foi encontrado em Lysekil, na Suécia. Essa espécie vive em águas profundas e raramente vem à superfície. Foi a primeira vez em mais de 130 anos, desde 1879, que um peixe remo foi achado em águas suecas. (Foto: AP)
Em 2011, durante uma pescaria com a mulher, o americano John White fisgou um peixe-espada de 206 quilos a cerca de 50 quilômetros ao sul de Islamorada, no estado da Flórida (EUA). Ele lutou durante cinco horas para conseguiu colocar o peixe no barco.  (Foto: Andy Newman/AP)Em 2011, durante uma pescaria com a mulher, o americano John White fisgou um peixe-espada de 206 quilos a cerca de 50 quilômetros ao sul de Islamorada, no estado da Flórida (EUA). Ele lutou durante cinco horas para conseguiu colocar o peixe no barco. (Foto: Andy Newman/AP)
Em 2011, o garoto americano Garrett Frost teria fisgado o achigã mais velho do estado de Montana (EUA). O mesmo peixe havia sido fisgado em 1997 e contava com uma marca de identificação, segundo o departamento de vida selvagem do estado.  O biólogo Mark Deleray acreditava que o peixe tivesse 19 anos de idade, pois, em 1997, quando foi capturado pela primeira vez, a estimativa era que tivesse 5 anos. (Foto: AP)Em 2011, o garoto americano Garrett Frost teria fisgado o achigã mais velho do estado de Montana (EUA). O mesmo peixe havia sido fisgado em 1997 e contava com uma marca de identificação, segundo o departamento de vida selvagem do estado. O biólogo Mark Deleray acreditava que o peixe tivesse 19 anos de idade, pois, em 1997, quando foi capturado pela primeira vez, a estimativa era que tivesse 5 anos. (Foto: AP)
Esse post foi publicado em Mirassol e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário ...... opine sobre o que você acabou de ver

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s