Polícia identifica veículo usado por ladrões que estão em mata fechada


Arma é apreendida pelos policiais e munições utilizadas por criminosos (Foto: Reprodução/TVCA)

A Polícia Civil identificou a caminhonete utilizada na fuga dos assaltantes que invadiram uma agência bancária em Marcelândia, a 712 quilômetros de Cuiabá. O veículo foi incendiado e, de acordo com o delegado Sérgio Ribeiro Araújo, responsável pela investigação, a caminhonete é do estado do Amazonas. Porém, o delegado preferiu não fornecer detalhes sobre a informação e trabalha no caso para tentar capturar os assaltantes.

As buscas pelos ladrões completam quatro dias neste sábado (13) e está sendo realizada por policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope). Um grupo de 45 PMs cercaram a região de mata, a aproximadamente 70 quilômetros de Marcelândia, onde os ladrões estariam escondidos.

Os policiais estão no local desde terça-feira (9) depois que quatro assaltantes invadiram uma agência bancária no Centro da cidade, fizeram cinco reféns, sendo um funcionário do banco, o gerente da unidade e três clientes. As vítimas foram libertadas depois de cerca quatro horas em uma estrada na zona rural do município. Na fuga, os suspeitos também queimaram um ônibus escolar para tentar evitar a passagem da polícia.

Policiais Militares trocaram tiros na quinta-feira (11) com os criminosos. O coordenador da operação, coronel Adriano Denardi, informou que a troca de tiros foi intensa, porém, nenhum dos suspeitos foi preso durante a ação. Denardi ainda disse que os suspeitos estão armados com fuzis e pistolas de ‘grosso calibre’.

A polícia acredita que poderá vencer os suspeitos pelo cansaço. Um deles, inclusive, está ferido no braço devido a um tiro que levou de um policial militar à paisana, durante a fuga, e pode atrapalhar o desempenho da quadrilha na mata que tenta fugir do cerco policial. Na quarta-feira (10), um rapaz de 28 anos foi detido pela suspeita de prestar auxílio ao integrante do grupo que está ferido.

A polícia informou ainda que o cerco à quadrilha vai continuar até a prisão de todos os envolvidos no assalto. Na fuga, eles também queimaram um ônibus escolar que transportava 40 crianças na MT-130 para impedir o avanço da polícia. Eles ainda tentaram explodir uma ponte, mas não obtiveram êxito e acabaram deixando uma banana de dinamite no local, conforme informou a polícia.

Deixe um comentário ...... opine sobre o que você acabou de ver

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s