Reféns de assaltantes de banco em MT são libertados em estrada


Assalto ocorreu em um banco na cidade de Marcelândia. (Foto: Cleverton Neves/Sónotícias)

Cinco pessoas que foram feitas reféns pelos assaltantes de uma agência bancária em Marcelândia, a 712 quilômetros de Cuiabá, foram libertadas após na tarde desta terça-feira (9) na zona rural da cidade. A quadrilha, que tem entre seis a oito homens, armada com pistolas e fuzis invadiu uma agência bancária no centro da cidade, fez reféns e, na fuga, queimou dois veículos, sendo um ônibus escolar que transportava 40 crianças.

De acordo com o coronel da Polícia Militar que coordena a operação, Adriano Denardi, um funcionário do banco, o gerente da unidade e três clientes foram deixados numa estrada. Eles foram socorridos e encaminhados para a Delegacia do município, onde prestaram depoimento. A Polícia Civil informou que eles não tiveram ferimentos e passam bem.

Grupo fortemente armado deixou agência destruída em Marcelândia. (Foto: Cleverton Neves/Sónotícias)
Tiros disparados pela quadrilha deixou marcas na
agência (Foto: Cleverton Neves/Sónotícias)

Para transportar uma equipe de policiais militares, a PM solicitou ajuda de um helicóptero do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama). A aeronave levou um grupo de policiais que estava na cidade de Sinop, a 503 quilômetros da capital para Marcelândia.

Até as 16h40 [horário de Mato Grosso] nenhum suspeito de integrar o grupo foi localizado ou detido pelos policiais.

O assalto
O assalto ocorreu em um banco localizado na região central da cidade, em uma modalidade de crime conhecida pela polícia como ‘Novo Cangaço’. Fortemente armados, a quadrilha fez cinco pessoas reféns para roubar a agência bancária. A polícia trocou tiros com a quadrilha e um dos criminosos foi atingido, mas conseguiu fugir com o resto do grupo.

Policiais de Peixoto de Azevedo, Santa Helena, Cláudia, União do Sul e Itaúba também auxiliam nas buscas à quadrilha. Homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Civil, também estão no local. Ainda não foi confirmado a quantia que a quadrilha roubou do banco.

Esse post foi publicado em Mirassol e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário ...... opine sobre o que você acabou de ver

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s