Amigos criam brigada em MT para salvar animais e apagar incêndios


Brigada foi criada há 10 anos e combate incêndios e cuida de animais em Barra do Garças (Foto: Arquivo Pessoal)

Indignados com a morte indiscriminada de animais e a da vegetação pelos incêndios florestais constantes, um grupo de amigos criou e mantém há 10 anos a primeira brigada particular de combate a incêndios em Mato Grosso. Por meio da Associação de Amigos dos Animais, os brigadistas tratam de animais machucados e, no período da estiagem, apagam as chamas que surgem no Parque da Serra Azul, localizado no entorno da turística Barra do Garças, cidade a 516 quilômetros de Cuiabá. Atualmente, a instituição conta com 20 voluntários que se revezam entre o trabalho e as ações de resgate de animais e controle de incêndios.

A ideia partiu de Francisco Cândido, de 48 anos. Ele contou que decidiu criar a associação quando se deparou com dezenas de animais mortos em incêndios na unidade de conservação. “Eu trabalhava na secretaria de Meio Ambiente e quando haviam queimadas na serra nós achávamos os bichos queimados. Então eu pensei, vou fazer diferente. Comecei a cuidar dos bichos, levá-los para Cuiabá, mas depois eles não aceitavam mais, porque estava lotado. Depois resolvi comprar uma chácara. E é lá que recebo os animais até hoje. Recebo alguns bichinhos até de Cuiabá”, afirmou.

A associação mantém, no momento, 40 animais em tratamento. Todos eles chegaram debilitados, mas agora estão em estado de observação. No local recebem carinho, alimentação balanceada e muita atenção. O passo seguinte, segundo Cândido, é a reabilitação e o retorno à mata.

No primeiro ano de atividades, relembrou Cândido, a associação só cuidava do parque. Anos depois estendeu a atuação por toda a área urbana de Barra do Garças, que está numa Área de Preservação Ambiental. A instituição se mantém com recursos dos próprios voluntários e quando tem um incêndio para apagar, todos eles se organizam com rapidez para os combates.

Em 2012, grupo combateu 312 focos de incêndio na região (Foto: Arquivo Pessoal)
Em 2012, grupo combateu 312 focos de incêndio na região (Foto: Arquivo Pessoal)

“Se hoje alguns não podem ir, na semana que vem podem. Eu já tenho o controle de todo mundo, quando acontece alguma coisa eu vou ligando. Temos 16 brigadistas que eu posso ligar e eles vem mesmo. São cinco rapazes de 18 anos, tem gente de 30 anos. Eu sou o mais velho, o pai de todo mundo”, disse Cândido.

Os Amigos dos Animais auxiliam o Corpo de Bombeiros no trabalho de combate às queimadas. Segundo Francisco Candido, eles distribuem os trabalhos: as queimadas mais difíceis de controlar ficam a cargo dos bombeiros e os menos trabalhosos com os Amigos dos Animais. Em 2012, o grupo conseguiu pôr fim a 312 focos, entre grandes e pequenos. Em 2003, ano de fundação do grupo, foram 800 focos. “Eu acho que caiu muito o número de focos por aqui. As pessoas estão se conscientizando”, disse otimista. O grupo tem capacidade de combater até oito focos de incêndio ao mesmo tempo em um raio de 200 quilômetros ao redor de Barra do Garças. Quando faltam homens, é preciso pagar diárias a outras pessoas para não deixar o fogo consumir a vegetação.

Cândido segura filhote de tamanduá resgatado da mata em chamas (Foto: Arquivo Pessoal)
Cândido segura filhote de tamanduá resgatado da
mata em chamas (Foto: Arquivo Pessoal)

No último incêndio que atingiu o Parque Estadual da Serra Azul, no dia 16 de setembro, os brigadistas da Associação Amigos dos Animais auxiliaram os bombeiros e agentes da Secretaria de Meio Ambiente (Sema) no combate ao fogo.

Em apenas 24 horas, o grupo conseguiu frear o incêndio que consumiu parte do parque situada na área urbana. Segundo Francisco Candido, na mesma hora em que o parque era atingido, o grupo foi acionado para controlar o fogo em mais duas serras nas proximidades de Barra do Garças. “O telefone toca dia e noite. Minha família toda está envolvida nisso. Nossa associação junta toda a família”, enfatizou.

Além dos brigadistas, o grupo conta ainda com uma veterinária e uma bióloga voluntárias. Um universidade particular de Barra do Garças pretende fazer uma parceria com a instituição. A meta é disponibilizar 20 veterinários e alguns estudantes de zootecnia para a instituição.“Tem muitas pessoas que nos ajudam. Vivemos de doações. Eu precisava de uma caminhonete para transporte de água e comida, mas estamos nos virando como podemos”, ressaltou.

Ações
Além do combate aos incêndios em Barra do Garças e nos municípios que circundam a cidade, e do cuidado dos animais machucados, o grupo dos Amigos dos Animais realiza ainda limpeza na encosta do rio Araguaia e palestras em escolas públicas da região.

“Antes do período da chuva fazemos uma limpeza na encosta do rio. Já tiramos cerca de oito caminhões de lixo. Também conseguimos com que a Promotoria Pública de Barra do Garças mandasse lacrar todo esgoto que caísse diretamente no rio”, relatou o criador do grupo.

Quanto à campanha nas escolas, Cândido explicou que é um trabalho novo. “Começamos a fazer a campanha nas escolas em julho. Usamos gravações de enfermeiras e da bióloga para ensinar as crianças. Enquanto estamos folgados fazemos campanha. Deixamos duas bombas de água nos assentamentos, uma em outros lugares também. Hoje temos 20 bombas postais”, finalizou.

Brigadistas combatem incêndios em municípios vizinhos de Barra do Garças (Foto: Arquivo Pessoal)

Brigadistas combatem incêndios em municípios vizinhos de Barra do Garças (Foto: Arquivo Pessoal)
Esse post foi publicado em Mirassol e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário ...... opine sobre o que você acabou de ver

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s