Siameses são internados em hospital para cirurgia de separação


Mãe de bebês siamesas garante estar preocupada com a cirurgia (Foto: Marcelo Ferraz/G1MT)
Mãe de bebês siamesas garante estar preocupada com a cirurgia (Foto: Marcelo Ferraz/G1MT)

Os gêmeos siameses Cristopher Henrique e Nicolas Samuel da cidade de Primavera do Leste, a 239 quilômetros de Cuiabá, estão internados no Hospital das Clínicas, em São Paulo, onde realizam vários exames desde segunda-feira (10) antes da cirurgia de separação. O pai das crianças, Celso Henrique dos Santos, disse em entrevista por telefone que os filhos passam por avaliações médicas por conta do risco da cirurgia.

A assessoria do hospital também informou que a data para a operação ainda não foi definida por conta da complexidade do caso. Porém, ainda segundo a unidade hospitalar, a previsão dos médicos é que a cirurgia deva ocorrer já a partir da próxima semana.

Os irmãos nasceram unidos pelo abdômen e estão com oito meses de vida. O pai dos siameses afirma estar ansioso para a cirurgia. Apesar de o tratamento ser oferecido gratuitamente em um hospital universitário em São Paulo, ele reforça que a preocupação se dá pelas dificuldades financeiras que a família enfrenta para custear as despesas durante o período pré-operatório dos filhos.

Ele conta que trabalha como frentista em um posto de combustível da cidade, recebe apenas R$ 700 por mês para sustentar a família e a esposa não pode trabalhar para cuidar das crianças. O frentista relatou que desde a segunda-feira está dormindo no hospital junto com a esposa Lorraine Monteiro para acompanhar os filhos. “Não temos dinheiro para ficar dormindo ou comendo fora. Estamos ficando o tempo todo aqui no hospital mesmo”, declarou.

Lorraine, de 16 anos, também garante que está com muito receio da cirurgia devido os riscos que as crianças correm. A mãe declarou que, inicialmente, não queria que os filhos realizassem a operação, mas resolveu aceitar a possibilidade após conhecer outros casos em que o procedimento deu certo. “Depois que conheci umas crianças que fizeram a cirurgia e estão bem, acabei aceitando. Estou muito ansiosa, com medo, mas se Deus quiser vai dar tudo certo”, afirmou.

Siameses estão com oito meses e são unidos pelo abdômen. (Foto: Reprodução/ TVCA)
Siameses estão com oito meses e são unidos pelo abdômen. (Foto: Reprodução/ TVCA)

União
No dia 28 de março deste ano, os bebês passaram por um procedimento para a retirada de uma hérnia no intestino, no Hospital das Clínicas. Os gêmeos são unidos da cintura para baixo, têm braços independentes, mas possuem apenas duas pernas.

A deficiência foi descoberta durante os três meses de gravidez da mãe das crianças. Quando foi identificado que os bebês estavam sendo formados juntos, a família que morava em Juara, a 690 quilômetros da capital, resolveu se mudar para Primavera do Leste. “Lá em Juara não tinha médico que pudesse acompanhar a gravidez. Então, viemos para Primavera, mas os médicos daqui encaminharam a minha mulher para São Paulo”, afirmou Celso, ao falar sobre a complexidade do caso.

Deixe um comentário ...... opine sobre o que você acabou de ver

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s