Mina descoberta em Mirassol só deve ser explorada em 2014


Em dois anos, a empresa Bemisa Exploração Mineral S. A., responsável pela exploração de fosfato em Mirassol do Oeste (300 quilômetros a oeste de Cuiabá), quer ter um projeto piloto de extração do mineral funcionando na região. Esta semana o secretario de Indústria, Comércio, Minas e Energia, Pedro Nadaf, e o governador Silval Barbosa, estiveram reunidos com o presidente da empresa, Augusto Lopes, em São Paulo. Segundo o presidente, a segunda campanha de sondagem já está sendo feita na região.

O projeto Jauru, como é chamado, mesmo sendo considerado prioritário pela empresa, é de longo prazo e necessita de várias pesquisas sobre a região e também várias licenças e alvarás. Um dos estudos revela que há na região recursos potenciais da ordem de 2 bilhões de toneladas de rocha fosfática com teores entre 2% e 10%. A localização da reserva mineral também é privilegiada porque está próximo aos maiores consumidores nacionais de fertilizantes, principal utilização do mineral.

Esse post foi publicado em Mirassol e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário ...... opine sobre o que você acabou de ver

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s